Qualidade e preços acessíveis. Vinhos portugueses em destaque na Wine Spectator

Qualidade e preços acessíveis. Vinhos portugueses em destaque na Wine Spectator
January 30, 2017 myportugal

Os vinhos portugueses marcam presença no Top 100, a lista que avalia os melhores vinhos do ano, e no Top 100 Values, a lista que tem por base a relação preço/qualidade.

No ranking Top 100, Portugal conta com quatro vinhos. São eles: Quinta de Cabriz (46º lugar), Dão, Tinto, 90 pontos; Evel (50º lugar), Douro, Tinto, 90 pontos; CARM (69º lugar), Douro Reserva, 91 pontos; Quinta Vale de D. Maria (80º lugar), Douro, Tinto, 94 pontos.

Na lista Top 100 Values, que está divido em seis categorias, também estão presentes quatro vinhos portugueses. São eles: Planalto, Reserva, Douro, Branco, 88 pontos; Monte Velho, Alentejo, Branco, 88 pontos; Quinta de Cabriz, Dão, Branco, 89 pontos; Casa de Santar, Dão, Tinto, 89 pontos.

18.055 vinhos provados

Ao longo de 2016, os especialistas da Wine Spectator provaram milhares de vinhos de todo o mundo e o resultado pode ser encontrado nos rankings dos melhores vinhos do ano.

Numa análise global de 2016, o editor da Wine Spectator, Mich Frank, realça Portugal, referindo que “dos 473 vinhos de Portugal provados, 43% foram classificados com 90 pontos ou mais, testemunho da crescente qualidade dos vinhos de mesa”.

Dos 18.055 vinhos provados, apenas 1% foram considerados “outstanding” (excepcionais), enquanto Portugal conseguiu esta classificação em 3% dos 473 vinhos que foram à prova. Na segunda categoria “classic” a média foi de 35%, com Portugal a obter 40%, ficando ao nível da França e apenas ultrapassado pela Áustria e Alemanha.

Vinhos portugueses, bons e acessíveis

Um dos objetivos da Wine Spectator é sugerir aos leitores bons vinhos que tenham preços acessíveis e neste aspecto Portugal também conseguiu um lugar de destaque.

No ranking que avaliou os melhores vinhos no que toca à relação entre preço e qualidade, foram classificados 1236 vinhos com 90 ou mais pontos e um custo abaixo de 30 dólares, cerca de 28 euros. Nesta lista 6% são vinhos portugueses, encontrando-se Portugal à frente de países como Argentina, Chile ou Nova Zelândia.

Fonte: www.viagens.sapo.pt